Prevenção

Upa intensifica serviços de higienização e limpeza

Para dar uma ideia do fluxo de pessoas que passam no local, entre 1º de janeiro deste ano até segunda-feira (12 de outubro), foram registrados 71.095 atendimentos pediátricos, adultos e odontológicos

UPA 24 horas
Foto: Flávio Fernandes / PML / Divulgação
Número de atendimentos na UPA 24 horas caiu nas últimas semanas

Um ditado popular muito conhecido por gerações é que "a prevenção é o melhor remédio". Levando em conta que estamos atravessando uma pandemia, o Município de Lages intensificou os trabalhos de higienização e limpeza da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), localizada no Bairro Universitário, próximo à rodoviária Dom Honorato Piazera. 

Para dar uma ideia do fluxo de pessoas que passam no local, entre 1º de janeiro deste ano até segunda-feira (12 de outubro), foram registrados 71.095 atendimentos pediátricos, adultos e odontológicos na UPA. O diretor da unidade, Gilmar Ribeiro, explica que apesar de ser um número expressivo, antes da pandemia a média de pessoas atendidas diariamente era bem maior. "Em fevereiro, por exemplo, tivemos 12.062 atendimentos. Em abril, já durante a pandemia, esse número caiu para 5.178, menos da metade. Mesmo assim é um volume intenso de pessoas, por isso solicitamos que a comunidade nos auxilie a cuidar da UPA. Se as pessoas perceberem que falta sabonete, papel toalha ou qualquer outro item nos banheiros, é só avisar a recepção para providenciar a reposição dos materiais", explica.

A diretora Administrativa da Secretaria Municipal da Saúde, Léia Teixeira da Silva Amaral de Campos, ressalta que para reforçar o quadro de profissionais em serviços gerais, candidatos selecionados no processo seletivo foram chamados para iniciar o trabalho. "Entendemos que era o momento adequado para chamar esses profissionais para nos ajudar nesse trabalho tão importante".

A coordenadora de Higienização, Vanessa Mota, destaca que a equipe de profissionais da limpeza foi organizada em grupos para garantir que todos os ambientes da UPA, que tem mais de 2.000m², estejam rigorosamente higienizados. "Dividimos os servidores em setores para que nada passe despercebido. A equipe faz desde o serviço básico que é lavar e esfregar o chão, até higienizar as cadeiras, os corrimãos e as macas. Disponibilizamos os EPI's necessários para garantir que a equipe possa fazer seu trabalho com segurança e prevenção".

A servidora Cleonice Carvalho atua como serviços gerais na UPA e reconhece a importância da sua função para a população em geral. "Nosso trabalho não deixa de ser uma forma de prevenção. Com uma limpeza bem feita podemos até evitar doenças. Procuramos deixar cada lugar o mais arrumado e limpo possível para receber os pacientes que vem aqui na UPA".

Volume de atendimentos UPA

O número de pessoas atendidas na UPA ao longo de 2020 está distribuído da seguinte forma: janeiro 8.552; fevereiro 12.062; março 10.303; abril 5.178; maio 5.581; junho 6.251; julho 6.357; agosto 6.329; setembro 7.286 e nos doze primeiros dias do mês de outubro foram registrados 3.196 atendimentos no local.

Importante ressaltar que pacientes que apresentem sintomas como tosse, febre, dor de garganta ou falta de ar devem se dirigir ao Centro de Triagem da Covid-19, localizado no prédio do antigo Pronto Atendimento Tito Bianchini, no Centro de Lages. Outra recomendação é que os pacientes só estejam com acompanhante na UPA em casos extremamente necessários.

Fonte: Prefeitura de Lages


Reduz percentual de casos na Serra Catarinense 

O levantamento semanal realizado pelo setor de comunicação da Amures, aponta para uma redução sequencial da porcentagem dos casos confirmados, recuperados e óbitos do novo Coronavírus. Ou seja, os casos seguem aumentando, mas em baixa escala. O relatório foi finalizado às 17h desta quarta-feira (14), com base nos dados informados pelas Secretarias Municipais de Saúde.

Em comparação com a última semana, os casos confirmados haviam aumentado 2,73%. Nesta semana, a taxa baixa para 2,54%, totalizando 5.890 pessoas. As recuperações que haviam aumentado na semana passada, entre os dias 30 de setembro e 07 de outubro para 4,68%, caem nesta semana para 1,67%, sendo esta a menor taxa de aumento de recuperados num período de quatro semanas. Em números totais são 5.592, o que representa 94,94% dos casos.

Os óbitos continuam crescentes, mas seguem a taxa da redução percentual. Nos últimos sete dias foram registrados três novos casos fatais. Dois em Lages e um em Correia Pinto. O aumento desta semana foi de 2,67%, comparado com os 2,75% da semana passada.

A nível estadual, a Serra Catarinense está classificada como Risco Potencial Alto para contaminação da Covid-19. Essa classificação possibilita uma flexibilização dos setores públicos e privados, além da realização de alguns eventos, desde que haja liberação prévia por decreto municipal.

Fonte: Amures


folhadaserra2

Menu

Contatos

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina